Em vez de se ocupar contra a pandemia, prefeito Adib Elias comanda perseguição contra rádio de feirantes em Catalão

O caso aconteceu na última quinta-feira (6). A prefeitura ordenou, através de um documento, que a Rádio Feira, instalada em um poste na Praça Duque de Caxia  fosse desmontada. A principal razão disso ocorrer foi porque o diretor da rádio, que é representante dos feirantes, não teria concordado com o prefeito em tirar a feira do local.

Na notificação, a prefeitura afirma que a emissora faz disseminação político-partidária com equipamentos públicos. Mas o diretor da rádio rebateu e negou que isso seja verdade.

“Falamos [na rádio] só coisas da feira. Veiculamos anúncios dos feirantes. Nunca cobramos um centavo deles. Nunca exigimos nada”, relatou Goiano, o diretor da emissora.

Goiano é presidente Associação dos Feirantes de Catalão (Asfec) e, recentemente, teve um embate com o atual prefeito, que tentou tirar a feira da Praça Duque de Caxias e não o convidou para uma reunião sobre o caso.

Em vez disso, de acordo com o diretor da rádio, o prefeito convidou vizinhos, pessoas que não estão totalmente envolvidas na realidade da feira.

“Ele [Adib] chegou a apontar o dedo pra mim, dizendo que eu estava perturbando a reunião. Como que o presidente de uma associação pode perturbar uma reunião? Eu estava defendendo os interesses dos meus cooperados”, disse Goiano.

A tentativa de Adib de tirar a feira do local não deu certo. A grande maioria dos participantes da reunião não apoiou com a ideia.

Agora, a prefeitura deu 48 horas para a retirada dos equipamentos da rádio poste.