MP avalia que prefeituras e Sesc foram vítimas de fraudes em licitações

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) realizou, nesta quarta-feira (12), a Operação Grande Famiglia. Os promotores que atuaram na operação avaliam que as prefeituras e o Sesc foram vítimas de fraudes emlicitações.
O objetivo do MP foi desarticular suposta ação criminosa de simular competição em procedimentos licitatórios referentes à aquisição de cestas básicas no Município de Goiânia, sacos de lixo e outros itens, mediante a utilização de diversas pessoas jurídicas pertencentes ao mesmo grupo familiar.
Ao longo do dia, ordens judiciais de busca foram cumpridas na Prefeitura de Goiânia, Secretaria Municipal de Assistência Social, Comurg, na Prefeitura de Aparecida de Goiânia e Serviço Social do Comércio (Sesc).
O coordenador do Centro de Inteligência do MP-GO, promotor de Justiça Rodney da Silva, relatou que a individualização da conduta dos envolvidos mostra que, mesmo tendo sido realizada em órgãos públicos, não necessariamente teve o envolvimento do poder público.
“Os órgãos públicos em princípio são vítimas. Pode se checar a conclusão de eventual omissão, é possível, mas a responsabilidade é individual. A Prefeitura de Goiânia, Prefeitura de Aparecida e Sesc são vítimas. Cabe inclusive as prefeituras investigar para saber o que houve. No curso se ficar identificado a responsabilidade “, explicou.
O promotor reiterou que os órgãos públicos e a entidade não estão sendo investigados, mas foi necessária a busca e apreensão para coleta de provas documentais.
Com  informações do Diário de Goiás