Gustavo Mendanha pretende criar Secretaria de Segurança Pública em Aparecida

Depois de implantar, no atual mandato em Aparecida, um robusto projeto de monitoramento eletrônico da cidade com 650 câmeras de alta definição, que fazem reconhecimento facial, o prefeito e candidato à reeleição, Gustavo Mendanha (MDB), quer criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública. A proposta, que consta do plano de governo do prefeitável para seu segundo mandato na Prefeitura de Aparecida, será apresentada por Gustavo nesta quarta-feira (21) a delegados da Polícia Federal, em Brasília (DF), no 3º Simpósio Internacional de Segurança – Edição Online.

No evento, Gustavo vai detalhar o processo já em andamento em sua gestão para tornar Aparecida uma cidade inteligente (smart city), ou seja, que faz uso da tecnologia para universalizar o acesso das pessoas aos serviços públicos, diminuir os custos operacionais dos órgãos governamentais e prover mais segurança aos cidadãos nas vias e espaços públicos.

Mesmo sendo a segurança pública uma obrigação legal do Estado, o município de Aparecida tem expandido paulatinamente os investimentos na Guarda Civil Municipal, que faz a segurança nos órgãos públicos municipais e auxilia as polícias na prevenção e repressão de crimes. O prefeito e candidato Gustavo Mendanha lembra que, mesmo antes de sua gestão, o ex-prefeito Maguito Vilela (MDB) – que concorre à prefeitura de Goiânia – adquiriu 50 câmeras de videomonitoramento. Elas foram instaladas nas proximidades de instituições financeiras e outras regiões de grande circulação de pessoas. Esses equipamentos, segundo lembra Gustavo, levaram à queda de 30% nas ocorrências de saidinha de banco e outros crimes de menor potencial ofensivo.

Com as 650 câmeras que operam hoje no projeto Olhos de Águia – um dos braços do programa Cidade Inteligente – a perspectiva de Gustavo Mendanha é de que a ampliação do videomonitoramento dos prédios públicos, parques, ruas, avenidas e rotas de acesso à Aparecida possibilite redução de até 60% nos índices de criminalidade. Para isso, a Prefeitura de Aparecida terá o reforço das imagens geradas ainda por mais 2 mil câmeras já instaladas em pontos estratégicos da cidade, como escolas e repartições públicas, por exemplo, ajudando a coibir também atos de vandalismo ocorridos sobretudo nas praças, que sofrem com furto de grama e de equipamentos de ginástica, quebra de lâmpadas e pichações.

“A segurança pública é atribuição do Estado, mas nós entendemos que a Prefeitura de Aparecida também pode ajudar a população a se sentir mais segura. E segurança consequentemente gera mais qualidade de vida. Os pais ficam tranquilos com seus filhos estudando numa escola que é vigiada pelos órgãos de segurança, as crianças podem brincar nos parques, os jovens e adultos ficam mais estimulados a praticar suas atividades físicas nas praças e, enfim, todos acabam ganhando quando há essa prevenção às ações delituosas”, comenta Gustavo Mendanha.