Jânio Darrot: decisão da Justiça contra Marconi é “absurda” e “equivocada”

O presidente do PSDB Goiás, Jânio Darrot, afirmou nesta sexta-feira (30/10) que a condenação, proferida em primeira instância contra o ex-governador Marconi Perillo é “absurda” e “equivocada”. Por meio de nota, Darrot destacou que a decisão foi baseada em “fatos” ocorridos no segundo turno da eleição de 2006, ocasião em que Marconi não era sequer candidato, já que fora eleito senador da República no primeiro turno daquele ano.

“Na condenação, o próprio juiz faz menção às contas de Alcides Rodrigues, candidato ao governo à época”, observa Darrot. “É a primeira vez que vemos alguém ser condenado “por tabela”. Se houve alguma irregularidade no segundo turno dessa eleição, a responsabilidade das contas era, portanto, de Alcides Rodrigues”, frisa.

Darrot lembra que todas as contas de Marconi Perillo da campanha em questão foram devidamente encaminhadas e APROVADAS pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Destaca, ainda, que os advogados de Marconi irão recorrer às instâncias superiores, entre outros motivos, pelo fato de a decisão em primeira instância ter simplesmente desconsiderado todas as provas acerca de sua inocência.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DO PSDB GOIÁS

Sobre a condenação do ex-governador Marconi Perillo, temos a informar que consideramos “absurda” e “equivocada” a sentença que condenou o ex-governador Marconi Perillo. Por vários motivos:

– Os “fatos” utilizados como base para condenação teriam ocorrido no segundo turno da campanha de 2006, ocasião em que Marconi Perillo não era mais candidato, uma vez que foi eleito Senador no primeiro turno daquele ano.

– Todas as contas de Marconi relativas a essa campanha foram enviadas TRE e devidamente APROVADAS.

– Na condenação, o próprio juiz faz menção às contas de Alcides Rodrigues, candidato ao governo à época. É a primeira vez que vemos alguém ser condenado “por tabela”. Se houve alguma irregularidade no segundo turno dessa eleição, a responsabilidade das contas era, portanto, de Alcides Rodrigues.

– Importante frisar que, mesmo tendo sido governador por quatro vezes, Marconi Perillo JAMAIS FORA CONDENADO POR NENHUM ATO COMO GOVERNADOR E GESTOR PÚBLICO.

– A defesa de Marconi irá recorrer nas instâncias superiores por discordar dessa condenação que, inclusive, está baseada em fatos já prescritos; e também pelo fato de a justiça em primeira instância ter simplesmente DESCONSIDERADO TODAS AS PROVAS ACERCA DE SUA INOCÊNCIA.

– Reiteramos nosso apoio ao ex-governador, pois MARCONI PERILLO NÃO USUFRUIU OU TEVE QUALQUER BENEFÍCIO COMO CANDIDATO AO SENADO, considerando que à época dos “fatos” já estava eleito senador.

JANIO DARROT
Presidente do PSDB Goiás