Vanderlan espera desistência de Caiado a tempo de receber apoio dele para governador

O empresário Vanderlan Cardoso está plenamente convencido de que, em algum momento antes do início da campanha eleitoral, o deputado Ronaldo Caiado (DEM) vai refluir e desistir de se candidatar a governador em 2014. Na sequência, anunciaria apoio a ele, Vanderlan.

No raciocínio de Vanderlan, externado a amigos particulares, não há nenhuma novidade: como todo mundo, ele também acha que Caiado não tem perfil adequado, ou seja, é um político com excesso de arestas, que não varre para dentro e, portanto, jamais venceria eleição para cargo majoritário por não conseguir agregar o volume necessário de apoio político.

Outra certeza é que Caiado é um líder direitista representante de um setor – o agronegócio – de pensamento extremamente conservador, que não sensibiliza mais o eleitorado, hoje predominantemente de centro-esquerda.

Por isso, por ora a estratégia de Vanderlan é dar corda ao líder ruralista, esperando que ele, tropeçando nos cabelos das próprias pernas, venha espontaneamente a abrir mão da candidatura a governador, apoiando o próprio Vanderlan no ano que vem.

O problema dessa estratégia é que, se Caiado não disputar o governo, só lhe restaria o Senado ou de novo um mandato de deputado federal. Esse último ele já disse que não quer mais. Como a senatória também exige um perfil majoritário, pode ser que o líder ruralista acabe concluindo que, com ou sem o figurino adequado, é melhor arriscar tudo ou nada como candidato a governador.

Pelo sim, pelo não, Vanderlan seguirá arriscando.