Com menos de 15 dias como presidente da Câmara, Andrey Azeredo sofre grande pressão. Vai aguentar o tranco?

O peemedebista Andrey Azeredo vem sofrendo uma pressão enorme no cargo de presidente da Câmara Municipal. Com apoio de Iris Rezende e num arranjo que vem levantando suspeitas a cada dia, Andrey foi eleito em chapa única.

Desde que assumiu, Andrey passou a ser bombardeado. Logo de cara, sua vitória foi contestada pelo vereador Elias Vaz (PSB), que acusou o setor imobiliário de interferir no processo eleitoral.

Depois, vereadores reclamaram da postura autoritária de Andrey durante a composição das comissões da Casa. Ontem, o vereador Jorge Kajuru (PRP) foi até o Ministério Público para entregar farta documentação que comprovaria as ações do setor imobiliário em favor de Andrey.

O presidente saiu em férias. Não responde nada. Sumiu.

A pressão é grande.