Em artigo no DM, dona Iris tenta posar de “boazinha” e defensora da liberdade de expressão, mas nunca respeitou jornais e repórteres

Em artigo publicada na edição desta terça-feira no Diário da Manhã, a primeira-dama Iris Araújo tenta passar uma imagem de “boazinha” e defensora da liberdade de expressão.

Balela!

Ela nunca defendeu a liberdade de expressão, além de ser acusada de perseguir jornalistas e não respeitar jornais.

Um exemplo: nos anos 80, ela apoiou as ações do então governador Iris Rezende para fechar o próprio Diário da Manhã.