Exclusivo: operação na Prefeitura de Formosa visa contratos suspeitos de 2017 e 2018, feitos na gestão de Roller, agora homem forte do governo Caiado

O Ministério Público em Formosa, por meio da Promotoria do Patrimônio Público, deflagrou na manhã de hoje a operação denominada “Gaugamela para apurar a prática de desvios de recursos em processos de licitação e contratos administrativos durante os anos de 2017/2018, período em que Ernesto Roller, hoje homem forte do governo Caiado, ocupava o cargo de prefeito.

São alvo da operação o ex-secretário de Obras do município, Jorge Saad Neto, o ex-secretário municipal de finanças, Luis Gustavo Nunes de Araújo, o empresário André Luiz Gontijo de Souza, proprietário da empresa Multi-X, além das secretarias de Obras, Finanças, Administração, Controle Interno, Licitação e Gestão de Contratos.
A operação é coordenada pelo promotor Douglas Chegury e conta com a participação dos promotores Fernanda Balbinot, Caroline Ianhez, Frederico Machado, de Posse e Bernardo Frayha, de Campos Belos, além do apoio da Polícia Militar.

Investigações desenvolvidas pelo Ministério Público revelaram esquema de desvio de dinheiro do município em benefício de agentes públicos e particulares. Tais desvios foram verificados, sobretudo, em contratos de pavimentação asfáltica da cidade que deveriam ter sido realizados pela empresa Multi-X. Caso comprovados os fatos os envolvidos estão sujeitos a penas de multa, suspensão dos direitos políticos, perda do cargo público, dentre outras. Também poderão responder por crimes contra a administração pública e licitações que preveem pena de reclusão.

“Gaugamela” foi uma importante batalha travada por Alexandre da Macedônia, no século IV a.C., na região da antiga Pérsia, durante a qual o rei Dario III foi derrotado.