Tô nem aí. Caiado desdenha da angústia do servidor:“No momento que tivermos condições, nós vamos pagar”, diz sobre salário de dezembro

Em coletiva na Assembleia, Caiado voltou a desdenhar a angústia do servidor público, ao estilo tô nem aí.

“Nós estamos apresentando o que o governo tem em caixa. No momento que tivermos condições, nós vamos pagar”, disse Caiado. A última proposta de pagamento aos servidores que ainda não receberam o mês de dezembro é de um parcelamento de cinco vezes a partir de março.
Os servidores, claro, recusaram.