Pedregulhos caiadistas (2): discurso de ódio contra Marconi e Zé Eliton não convence ninguém

O governador Ronaldo Caiado (DEM) está numa espécie de limbo entre a campanha eleitoral e o efetivo exercício do cargo de chefe do Executivo estadual: a campanha acabou, mas ele mantém o discurso eleitoral; o governo começou há quase 60 dias, mas ele se comporta como se ainda estivesse na transição.

O discurso de ódio contra os ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, ambos do PSDB, é uma das evidências disso. Ao contrário de Caiado, a população já está ciente de que a campanha acabou e o governo avança, mas o governador segue atrelado ao passado.

É esse hiato entre a postura do governador e a percepção do eleitor que faz com que o discurso de ódio caiadista contra Marconi e Zé Eliton não convença mais ninguém.