Malandragem total: Clécio Alves (MDB) se abstém na votação da reestruturação da Câmara de Goiânia, mas vale lembrar: ele também tem de rejeitar os cargos

O vereador Clécio Alves (MDB) encontrou um jeitinho de ficar em cima do muro na votação da reestruturação da reforma administrativa e, quem sabe com isso, garantir os cargos a que têm direito nas mudanças propostas pela nova mesa diretora da Câmara.

Clécio se absteve da votação, assim seu voto contrário não ficará registrado, deixando, na avaliação dele, uma brecha para ele nomear novos assessores.

Apesar da malandragem, o GO24Horas registra: assim como os vereadores que votaram contra, Clécio tem a obrigação moral de rejeitar os cargos.