Jornal Opção: “Foi preso, exposto e humilhado”, declara defesa de Sebastião Peixoto

Veja a matéria do Jornal Opção:

A defesa do ex-presidente do Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas), Sebastião Peixoto, se manifestou por meio de nota e disse que o tratamento que ele está recebendo é “desumano”.

“Os órgãos de persecução banalizaram a prisão e as consequências decorrentes de sua prisão”, escreveram os advogados Romero Ferraz e Luís Alexandre Rassi. Eles ainda informam que o acusado teve grave problema de saúde decorrido de estresse pelo encarceramento, que consideraram desnecessário.

“Foi submetido a exames nesta tarde e, contra recomendação médica, encaminhado agora à noite ao núcleo de custódia. Tivessem um procedimento mais racional e humano, ele teria sido intimado, ouvido e, enfim, se fosse o caso, processado”, argumentaram.

E completam: “O contrário foi feito. Foi preso, exposto e humilhado”. Contrariando o que disse a Prefeitura, a defesa afirma que ela orientou Sebastião a se afastar da presidência do Imas. Eles dizem, também, que irão entrar com medidas necessárias à revogação do que chamaram de “prisão ilegal e arbitrária” de seu cliente.