CPI dos Incentivos: deputado diz que Assembleia vai contratar corpo técnico “para trazer à tona atividades das empresas que celebraram os contratos”

Autor do requerimento da CPI dos incentivos fiscais, o deputado Humberto Aidar  explicou ao Jornal Opção o objeito da proposta e como vão ser encaminhados os trabalhos de investigação.

“Queremos e vamos contratar, via Assembleia, um corpo técnico, capaz de poder trazer à tona as atividades das empresas que celebraram esses contratos”.

Na visão do deputado, essa medida será suficiente para averiguar se essas empresas cumpriram, de fato, com o contrato. “Precisamos saber quantos empregos geraram, por exemplo. O que queremos é separar o joio do trigo e para isso, o instrumento que temos é a CPI.”

Aidar ressalta que não se trata de um procedimento de cunho político. “São números. E contra dados não há argumentos. O principal objetivo é que a gente possa separar, de uma vez por todas, as empresas que cumprem seu papel daquelas que não cumprem com o acordado. Queremos identificar aquelas que estão usufruindo dos cofres públicos para enriquecer”.

Por fim o parlamentar lembrou que “diversas pequenas e médias empresas, durante dois ou três anos, acabam fechando suas portas por falta de incentivos”.