Lissauer reúne-se com diretores da Enel e vocaliza queixas da população goiana aos serviços da empresa

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), deputado Lissauer Vieira (PSB), reuniu-se nesta segunda-feira, 25, com a diretoria executiva da Enel Brasil e Enel Goiás. A pauta principal do encontro girou em torno das queixas da população goiana em relação à qualidade dos serviços prestados pela empresa, especialmente no interior do Estado. A Enel Goiás foi considerada a pior distribuidora de energia do país.

Os dirigentes da Enel trataram também sobre a CPI, apresentada no Legislativo pelo deputado Henrique Arantes (PTB). O  parlamentar chegou a participar de parte da conversa no gabinete presidencial da Casa.

Logo após o término da reunião, Lissauer ressaltou que todos se mantiveram abertos ao diálogo. “Levantamos os pontos de dificuldade e percebemos que existe uma boa vontade para resolvê-los”, afirmou. O presidente considerou também que a Enel está “passando por uma fase de adaptação no estado” e que o fornecimento de energia elétrica “não está à altura da população goiana e também dos investimentos que têm chegado a Goiás”.

Por sua vez, o presidente da Enel Goiás, Abel Alves Rochinha, lembrou que a empresa já investiu R$ 800 milhões ao longo dos dois primeiros anos e, mesmo tendo recebido a companhia “sucateada”, não deixou de apresentar resultados. “Estamos no processo de colocá-la na linha. Os números de 2018 foram melhores do que o contrato nos exigia. Quando cheguei a Goiânia, a palavra de ordem era: choveu, acabou a energia. Hoje, os moradores da capital sabem que isso não acontece mais.”

Rochinha faltou também sobre as ações em benefício dos pontos mais afastados do interior. “Algumas áreas do Estado são mais distantes e ainda enfrentam problemas. As pessoas reclamam e com razão. Não tiro nossa reponsabilidade. O desafio agora é chegar aos pontos mais distantes. E 97% das intervenções que iremos fazer na rede serão no interior do estado. O nosso foco agora é esse.”

Participaram da reunião com Lissauer o presidente da multinacional, Nicola Cotugno, e o diretor Institucional, José Nunes de Almeida, ambos da  Enel Brasil. Também estiveram presentes no encontro o presidente da Enel Goiás, Abel Alves Rochinha, o diretor de Relações Institucionais, Humberto Estáquio, e o diretor de Infraestrutura, Guilherme Lencastre.