Sindifisco: decisões tomadas até o momento por Caiado não surtiram efeitos

Segundo o presidente do Sindifisco, Paulo Sérgio,  o pagamento dos servidores nos meses trabalhados está em risco, pois a arrecadação de meses como fevereiro e março é baixa, o que impacta na utilização do fluxo de caixa de meses posteriores. Além disso, Paulo Sérgio afirma que as decisões tomadas até o momento não surtiram efeitos para a situação do Estado.

“Somos os profissionais que ajudam o Estado a sair dessa situação, mas a única resposta é que estão buscando recurso em Brasília. Porém, o Ministro Paulo Guedes tem que cuidar de outras 25 unidades federativas mais o Distrito Federal. Essas ações não estão sendo suficientes. Sempre um mês vai ser usado para pagar o outro e assim subsequente. E eu te pergunto: até quando?”, explica.

(Com informações do site Mais Goiás)