Câmara de Goiânia: vereadores destacam saúde de excelência do Materno-Infantil

A crise na saúde municipal, com duras críticas ao prefeito Iris Rezende (MDB) e à secretária Fátima Mrué, são tema de debates na sessão legislativa desta quarta-feira, 13, na Câmara de Goiânia.

Os vereadores destacam o atendimento de excelência do Hospital Materno-Infantil, refundado pelo ex-governador Marconi Perillo, para compensar a crise nas maternidades de Goiânia.

“A secretária não atende às demandas e encaminhamentos dos vereadores”, disse o presidente da Câmara, vereador Romário Policarpo. “O Materno é referência nacional”, disse o vereador Zander Campos.

“Materno tem os melhores equipamentos e profissionais. A saúde de Goiânia é que está abandonada”, disse a vereadora Cristina Lopes. Os vereadores fizeram minuto de silêncio em protesto à “crise e o abandono da saúde de Goiânia”.