Turvânia, urgente: mulher morre no hospital municipal depois de esperar 12 dias por vaga em UTI

Uma mulher morreu no  Hospital municipal de Turvânia depois de esperar 12 dias uma vaga em UTI
Segundo moradores da cidade que procuraram o G24H, o prefeito Fausto Mariano foi procurado na sua casa na quinta-feira.
Não atendeu e a esposa dele falou que não podiam fazer nada.

Luciene Borges de Faria morreu à míngua.

Está sendo velada agora na capela da cidade.

Vídeo também registra outro atendimento precário.

Veja: