Deputada comunista critica MP por prisão de vereador Paulo Borges: ” ato foi arbitrário”

A deputada Isaura Lemos (PC do B) criticou, na tribuna da Assembleia Legislativa, a prisão do vereador por Goiânia Paulo Borges (PMDB) por possíveis relações de corrupção na Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) de Goiânia. De acordo com ela, o Ministério Público foi arbitrário quanto ao pedido de prisão preventiva do peemedebista.

“A prisão de dois vereadores, que estariam envolvidos com esquema de corrupção na Amma foi uma ação excessiva. Pode ocorrer o que houve com Darci Accorsi (ex-prefeito de Goiânia) no passado, que foi preso quando estava à frente da Iquego e, depois, provou-se que era inocente”, afirmou Isaura Lemos.

Compartilhe