Livro que ensina alunos a respeitarem diversidade sexual revolta vereador evangélico na Câmara de Goiânia

drgian
Vereador Dr. Gian (PSDB): combate ao que ele chama de “ideologia de gênero”

O vereador evangélico Dr. Gian (PSDB) afirma que vai apresentar nesta semana, na Câmara Municipal, requerimento que pede a suspensão de livros didáticos usados na rede de ensino de Goiânia que, na opinião dele, cometem erros na abordagem de “ideologia de gênero”.

São livros que ensinam alunos a respeitarem a diversidade sexual, como mostra a ilustração, e ensinam às crianças que relacionamentos homoafetivos são tão normais quanto relacionamentos entre pessoas de sexos diferentes.

O Jornal Opção teve acesso a um dos livros (confira aqui a reportagem completa deles). Em um deles, está escrito: “Existem famílias formadas pelos avós e netos. Outras famílias são formadas pelo pai e pelos filhos. Também há famílias formadas pela mãe e pelos filhos. Existem famílias formadas por mãe, pai e seus filhos. Algumas famílias são compostas por duas mães ou por dois pais”.

O vereador Dr. Gian é fiel da igreja Fonte da Vida e contou com o apoio da bancada evangélica para se eleger. Foi apoiado também pelo deputado federal e bispo da Fonte da Vida, Fábio Sousa (PSDB).

Outro conteúdo questionado pelo requerimento trata da puberdade e cuidados com a saúde, tratando inclusive da prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), o que, segundo o vereador, seria um conteúdo impróprio para crianças.