O Popular revela que parte das obras inacabadas que Paulo Garcia deixará para Iris foram recebidas por ele do próprio Iris

Clipping, Goiânia

Essa é boa: parte das obras inacabadas, quase 30 paralisadas e 42 sem sair do papel, que o prefeito Paulo Garcia deixará para o seu sucessor Iris Rezende foram recebidas do próprio Iris.

A revelação está em O Popular, edição deste domingo, em uma ampla reportagem que detalha o “cemitério” de obras inacabadas que o prefeito eleito Iris Rezende vai encontrar ao assumir, em 1º de janeiro próximo.

Uma dessas obras é a célebre Casa de Vidro, uma espécie de minicentro de cultura e eventos nas proximidades do Shopping Flamboyant, anunciado com estardalhaço na gestão passada de Iris e que seria erigido com recursos levantados por sua mulher, dona Iris Araújo, enquanto foi deputada federal.

Iris não terminou a Casa de Vidro e a deixou praticamente nos alicerces. Paulo Garcia recebeu, relançou a obra, mas também não avançou um milímetro. O local transformou-se em um lixão a céu aberto, apesar do lugar privilegiado em que se localiza.