Explica aí, Fátima Mrué: Goiânia tem 522 leitos de UTI cadastrados no SUS, mas só 447 existem, diz levantamento

A Comissão de Inquérito (CEI) criada na Câmara Municipal de Goiânia para investigar suspeitas de irregularidades na Saúde municipal jcomeça nesta quarta-feira.

A primeira incumbência da CEI é investigar  denúncia de que existe discrepância entre o número de leitos de UTI cadastrados no SUS e os que realmente existem e foram visualizados em vistoria recente do Estado.

De acordo com números apresentados no plenário da Câmara nesta quarta pela vereadora Dra. Cristina (PSDB), são 522 cadastrados e 447 visualizados. Diferença de 14,37%.

Taí uma das prováveis explicações para existência da tal fila da morte.