Tempo real: Lêda Borges critica criação de 300 cargos na Reforma Administrativa de Caiado

Em discurso no Pequeno Expediente, a deputada Lêda Borges (PSDB) criticou a Reforma Administrativa proposta pelo governador Ronaldo Caiado (DEM). “Precisávamos avançar na prestação de serviços, mas não é isso que acontece na reforma. Não consigo achar um ponto da reforma que realmente signifique economia”, afirmou.

“Na verdade, os vapt-vupts do interior terão a qualidade do serviço piorado, já que os valores pagos serão menores para que se criem 300 cargos de R$ 1,1 mil, no interior do Estado, para oito horas de trabalho. Com isso, o serviço de excelência dos vapt-vupts vai deixar de existir. Na Secretaria Cidadã (agora Secretaria de Desenvolvimento Social) serão agora 27 gerências em vez das 19 atuais. Era melhor ter secretaria extraordinária, que não tem custo alto. Já uma secretaria de esporte ou cultura demanda muita estrutura, muitos cargos e muitos gastos”, completou Lêda.

A deputada ainda convidou o público e os deputados para participarem amanhã, em Valparaíso, no Entorno do Distrito Federal, às 19 horas, de uma audiência pública sobre segurança nas escolas.