Coronel Castilho deixou Secretaria da Casa Militar por não concordar com interferências da “Leoa” e por perseguição de secretário forasteiro

Duas razões principais levaram o Coronel Castilho a deixar o comando da Secretaria da Casa Militar, apurou o G24H entre interlocutores próximos ao oficial.

A primeira, a discordância com as interferências da primeira-dama Gracinha Caiado, a Leoa, nas decisões e na rotina da Casa Militar (e aqui cabe um parêntese: veja a que ponto chegou a ingerência dela no mandato do governador Ronaldo Caiado, DEM).

A perseguição impiedosa e incessante do secretário forasteiro da Segurança Pública, Rodney Miranda, é a segunda razão.

Castilho, estava, por assim dizer, no paredão, no alvo da artilharia de Gracinha e Rodney. Que dupla de adversários ele encontrou pela frente…