Mudança na Casa Militar: Castilho e Rodney tinham histórico de enfrentamento

Nos gabinetes do primeiro escalão da Secretaria de Segurança Pública corre mais um pedaço do enredo que levou à queda do Coronel Castilho do comando da poderosa Secretaria da Casa Militar, responsável pela segurança do governador do Estado e sua família.

Segundo oficiais, o secretário forasteiro Rodney Miranda teve várias de suas solicitações à Casa Militar boicotadas por Castilho. Na secretaria, a percepção é de que foi o coronel que entrou em rota de colisão com o titular da Segurança, e não o contrário.

“O secretário Rodney esperava ter em Castilho um apoio pelo fato de não conhecer o Estado, mas várias de seus pedidos foram rechaçados pelo coronel”, diz uma fonte ao G24H, que pediu para não ser identificada.