Presidente da Assembleia diz que Enel “presta desserviço e não merece estar em Goiás”

O presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB), acaba de usar a tribuna da Casa para despejar críticas sobre a empresa italiana Enel, que em 2016 adquiriu a Celg. Lissauer afirmou que a Celg “presta desserviço ao Estado e não merece estar em Goiás”. Lissauer denunciou a empresa por ameaçar produtores rurais de perder a tarifa verde em função de atraso na renovação da outorga, em que pese a maioria já tê-la requisitado à Enel. “Querem penalizar o produtor pela falta de funcionários para analisar processos”, afirmou.

A Enel é alvo de ataques em praticamente todas as sessões da Assembleia, que já aprovou o cancelamento dos incentivos fiscais concedidos a ela pelo Estado na época da privatização da Celg. Ocorre que desta vez não foi um parlamentar qualquer na apontar o dedo para a italiana. Foi o presidente da Casa.