Jornal Opção: ex-governador Irapuan faz defesa de Amado Batista na polêmica da tortura: “A esquerdalha não vai perdoá-lo”

Veja nota no Jornal Opção em que o ex-governador Irapuan Costa Júnior fala da polêmica entrevista do cantor Amado Batista sobre tortura:

 

As razões de Amado Batista
O cantor Amado Batista, em entrevista à jornalista Marília Gabriela, afirmou ter sido preso e espancado durante o regime militar, por ligações com grupos da esquerda armada, ou seja, com terroristas. Completou, para espanto da entrevistadora: “Fiz por merecer. Eu estava errado. Estava acobertando pessoas que queriam tomar este país à força…[Se os militares não fizessem o que fizeram] o Brasil poderia ter se tornado uma Cuba”. Só o “fiz por merecer” está em equívoco nas declarações do cantor goiano. Ninguém merece tortura. O restante é a mais pura expressão da verdade. Pobre Amado Batista: a esquerdalha não vai perdoá-lo por isso.