“Se Caiado continuar a ouvir apenas a Gracinha, não vai fazer bom governo”, diz experiente político caiadista

Luz amarela acesa no caiadismo. Diante da crise e da paralisia da atual gestão, um experiente caiadista mostra-se surpreso e preocupado com os rumos da administração. Em conversa com o G24H, depois de pedir sigilo, claro, esse político veterano da política goiana revela, primeiro, o motivo da surpresa: “Não esperava o Caiado tão despreparado e deslumbrado para o Poder. Achava que seria um governador mais ponderado e focado nas coisas importantes. Me decepcionou”.

Ele diz que agora é “trocar o pneu com a bicicleta andando”. “Tomamos o poder do Marconi e se a gente não retomar o retomar correto, ele volta em 2022 sem fazer campanha”.

Para isso, segundo ele, o primeiro passo é tirar a influência da primeira dama do governo.

“Se Caiado continuar a ouvir apenas a Gracinha, não vai fazer bom governo”, diz. “Tem de tirar o ódio e ressentimento do coração também”, receita ele.

“Governos de perseguição e vingança fracassam”, lembra.