Bomba: “Caiado usa polícias para promover disputas política no Entorno de Brasília”, afirma deputada Lêda Borges

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) denunciou, nesta terça-feira (22) em pronunciamento na tribuna da Assembleia, o uso da Polícia Militar de Goiás pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) para fomentar disputas políticas entre prefeitos e parlamentares da região.

Lêda revelou que a proposta de criação do 1º Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar, em Luziânia, se baseia no deslocamento do efetivo e da estrutura de segurança pública da 23ª Companhia Independente de Polícia Militar, localizada em Valparaíso, base eleitoral da deputada tucana.

“O governador Ronaldo Caiado e sua base têm de respeitar as diferentes estruturas políticas do Entorno. Hoje temos as representações de Luziânia e região, de Valparaíso e região e da região Norte do Entorno, e o governo não pode desmontar estruturas de segurança de uma para atender a outras”, disse Lêda Borges.

A região de Luziânia é representada pelo deputado estadual Diego Sorgatto, que traiu a oposição, deixando o PSDB para aderir à base caiadista na Assembleia. É Sorgatto que está por trás da transferência da estrutura da PM de Valparaíso para Luziânia, com a nova demominação. Lêda e o deputado Tião Caroço, ambos do PSDB e da bancada de oposição, representam, respectivamente, a região de Valparaíso e o norte do Entorno.