Fim do EJA no Colégio de Aplicação: Caiado e Gavioli acabam com a segunda chance de 150 estudantes

O fechamento do terceiro turno (o EJA) do Colégio de Aplicação do IEG é muito cruel. Porque prejudica diretamente 150 alunos que, na verdade, já estão tentando uma segunda chance na vida escolar. São jovens e adultos que trabalham o dia todo e vão ao colégio à noite para manter ativa a chama do aprendizado. São pessoas que no passado não tiveram oportunidade de estudar e agora reencontram o caminho da educação.

Caiado e a secretária Gavioli são implacáveis. Como o EJA do Aplicação tem menos de 200 estudantes, então dá prejuízo. Esse é o raciocínio da secretária forasteira. Ele afirmou certa vez, ao vivo, na TV Anhanguera, que “escola com menos de 200 alunos dá prejuízo”.

Os 150 estudantes do EJA serão remanejados para outras unidades. O problema é que são escolas que estão a pelo menos 3 km de distância e os estudantes não têm dinheiro para gastar com transporte.