De motorista de ônibus a rei do sorvete no Brasil: conheça a trajetória de sucesso do goiano Antônio Benedito dos Santos, dono da Creme Mel

O empresário goiano Antônio Benedito dos Santos era motorista de ônibus, mas o seu sonho era ter uma fábrica de sorvete.

Os desafios foram muitos, mas o negócio de fundo de quintal cresceu e a Creme Mel virou case de sucesso no mundo do empreendedorismo.

Depois de comprar a Zeca’s Sorvetes – a maior do Nordeste e quinta do país -, a  Creme Mel encorpou: é a maior fabricante de sorvete genuinamente brasileira, enfrenta a Kibon e é player do ramo da América Latina.

A empresa fatura R$ 250 milhões por ano e é responsável pela produção de 250 mil picolés e 45 mil litros de sorvete por dia, com um quadro de colaboradores que supera 1000 funcionários.

Conheça a história de Antônio Benedito dos Santos: