Derrota de Caiado na convenção nacional do DEM atesta: Governador de Goiás não tem nenhum prestígio ou influência em seu partido

A derrota de Ronaldo Caiado na convenção nacional do DEM que rejeitou o apoio automático do partido ao governo Jair Bolsonaro atesta: ao contrário do que afirma aos quatro ventos, o governador de Goiás não tem nenhum prestígio ou influência na tomada de decisões de seu partido. Zero.

Caiado queria apoio automático do DEM a Bolsonaro, em troca de mais cargos no governo. Prevaleceu a proposta de respaldo à agenda de reformas, ou seja, a sintonia programática. A tese vencedora foi bancada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ), e pelo prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto (BA).