Erro histórico: Otavinho Lage concedeu entrevista de defesa dos incentivos fiscais com oito meses de atraso

Os ataques do caiadismo aos incentivos fiscais começaram a vir a público logo após o resultado das eleições, que deram uma vitória esmagadora a Caiado. O governador já estava de olho no corte dos benefícios. E o que fez a Adial, entidade que existe para defender os empresários da área? Nada. Nada, mesmo. Ficou calada e paralisada assistindo a escalada  crescente de ataques dos governistas às isenções. Apostou errado. O coro anti-incentivos cresceu e hoje quase ninguém defende essa política.
No domingo passado, o Jornal Opção publicou uma longa entrevista com o presidente da Adial, Otavinho Lage, que resolveu falar com oito meses de atraso.
Agora é tarde, meu caro.
A vaca dos incentivos, com suas fartas tetas, foi para o brejo.