Incentivos fiscais: Adial fala de modo genérico, mas não aponta os benefícios dos incentivos fiscais à população

Na análise que faz em defesa dos polêmicos incentivos fiscais,  a Adial faz uma ginástica para tentar provar que a política é benéfica ao cidadão. Não consegue nem de longe. Fala de forma genérica e não aponta com consistência reflevos positivos na vida do cidadão comum, que, ao contrário do empresário que se enriquece às custas de não pagar impostos, não vê a vida melhorar.
 
“Estes dados comprovam, de forma consistente, que a crescente industrialização de Goiás gerou benefícios para toda a sociedade goiana. Não apenas com o maior crescimento econômico do Estado, mas especialmente com a geração de milhares de empregos e aumento do poder de renda da população, modernização da economia e forte incremento na arrecadação de impostos do Estado e dos municípios que nas últimas décadas receberam os investimentos das indústrias incentivadas”, afirma o presidente da Adial Goiás, Otávio Lage Filho.  
Ou seja, bem genericão, sem mostrar absolutamente nada de melhoria na vida da sociedade.