Mais um erro: Adial e Fieg aceitam integrar comissão do governo que vai legitimar cortes nos incentivos fiscais

A Adial e Fieg dão mostras seguidas de amadorismo e até de inocência nas ações na batalha pela manutenção dos incentivos fiscais. Na semana passada, por exemplo, as duas entidades indicaram representantes para uma tal comissão formada pela secretária de Economia de Caiado, para avaliar a política de desenvolvimento do estado.  Na verdade, elas caíram como patinhas na armadilha de Cristiane Schmidt. A palavra final, claro, será dada pelo governo, que vai cortar os incentivos fiscais, mas Adial e Fieg nada poderão reclamar porque tiveram assento no tal grupo de avaliação.
Caiado e Schmidt estão fazendo os empresários de trouxas. Mas o pior é gente experiente e matreira como Sandro Mabel, Otavinho Lage e cia não perceberem a manobra tão óbvia.