Operação Robespierre cumpre mandados contra empresa de comunicação que desviou recursos do município quando Roller era prefeito de Formosa

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) e a Polícia Civil (PC) cumpriram na manhã desta terça-feira (25) dois mandados de busca e apreensão na empresa Criativa Comunicação Visual e na residência do proprietário do estabelecimento, em Formosa.

Segundo informações do MP, o dono da empresa é investigado por improbidade administrativa devido a desvio de recursos públicos, em 2018, quando o atual secretário de Governo, Ernesto Roller, era prefeito.

Durante a apuração, o órgão descobriu que no 2° semestre do ano citado o município executou a contratação de serviço publicitário no valor de R$ 761 mil com a empresa em questão. O valor pago teria superado, em apenas seis meses, a prestação de serviço contratada nos últimos quatro anos.

Ainda conforme o órgão, foi constatado que a campanha eleitoral do ex-secretário de finanças de Formosa, Luís Gustavo Nunes de Araújo, candidato a deputado estadual no pleito de 2018, foi realizada com a utilização de recursos e servidores públicos municipais, tendo o material publicitário de campanha sido produzido pela empresa Criativa.