Correio Braziliense: meta do GDF é alcançar 40 escolas públicas militarizadas até 2022. Em Goiás, Caiado faz o desmonte

O governo do Distrito Federal vai ampliar a outras seis escolas o modelo de gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação e a Secretaria de Segurança Pública. O novo modelo de ensino chegará a mais 6.643 estudantes de colégios da Asa Norte, Taguatinga, Samambaia, Núcleo Bandeirante, Paranoá e Planaltina. A definição ficará nas mãos da comunidade escolar, que precisa votar para implementação efetiva.

“Os primeiros resultados que recebemos das quatro escolas que já funcionam em regime compartilhado com a Segurança são muito bons e mostram que devemos investir mais no projeto. Como aconteceu antes, a comunidade é quem vai decidir se as escolas terão a administração compartilhada. Nada será imposto, mas acredito que este é mais um passo na nossa busca pela excelência na educação”, explica o governador Ibaneis Rocha.

Em Goiás, Caiado faz o desmonte das escolas militares.