Comigo diz que novos projetos estão suspensos até definição de Caiado sobre incentivos fiscais

Novos projetos da Comigo estão suspensos em Goiás até uma definição mais clara de Caiado sobre os incentivos fiscais concedidos pelo Estado, informa o site Empreender Goiás.

Segundo o site, a Cooperativa dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo) vai aumentar a sua capacidade de armazenagem de grãos dos atuais 1,5 milhão para 1,8 milhão de toneladas, com as inaugurações dos armazéns em Palmeiras, Indiara e Piranhas no próximo ano. Atualmente, a capacidade de secagem de grãos chega a 5.120 toneladas/hora. Os investimentos são da ordem de R$ 360 milhões para os próximos 12 meses e serão realizados, segundo o presidente da Comigo, Antônio Chavaglia, porque já estavam programados.