Vexame: secretário de Administração de Caiado não sabia que precisava de autorização do STJ para ser nomeado presidente da Codego

O governo Caiado se supera a cada dia em trapalhadas e lambanças, mostrando despreparo e total desconhecimento de gestão pública. O mais recente exemplo é o vexame que o secretário de Administração, Pedro Henrique Salles, homem de confiança do governador e tratado como sumidade, deixou Caiado passar.
Segundo informa o Diário de Goiás, “o governador mudou de ideia ao cancelar a exoneração de Pedro Sales da secretaria da Administração. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta sexta, 19, e atende à necessidade de “aguardar autorização do Supremo Tribunal Federal”, pois este é o órgão de origem do secretário, para assumir outro cargo no governo goiano.
“O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Administração, esclarece que o ato de exoneração do titular da pasta, Pedro Sales, tornou-se sem efeito devido à necessidade de aguardar autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), órgão de origem do secretário. Servidor de carreira da Corte, Pedro Sales assumirá em breve a presidência da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás – CODEGO, com o intuito de organizar algumas rotinas na empresa, visando a melhoria dos serviços”, explicou a assessoria de imprensa da secretaria da Administração ao Diário de Goiás.

Ao mesmo tempo, foi cancelada a nomeação de Bruno Magalhães para o cargo de secretário e ele retorna para a chefia de gabinete da mesma pasta, até que o processo seja finalizado.

secretário de Administração de Caiado não sabia que precisava de autorização do STJ para ser nomeado presidente da Codego