Repórter do POP erra ao afirmar que PM iniciou confronto. TV Anhanguera mostrou que foram os manifestantes

Em sua matéria sobre o protesto desta segunda-feira à noite, quando o Paço Municipal foi cercado, o repórter Galtiery Rodrigues diz no jornal O Popular que o confronto entre policiais e os manifestantes foi iniciado pela Polícia Militar.

O trecho é o seguinte: “Alguns chegaram de mãos para o alto, outros seguravam pedaços de paus e pedras que vieram recolhendo no caminho e se sentaram no chão. Foi quando um dos policiais fez o primeiro disparo de bala de borracha e depois os demais jogaram bombas de efeito moral”.

A informação é falsa.

Basta conferir a reportagem da TV Anhanguera, aliás muito bem feita, mostrando o início, a evolução e o fim da manifestação. Os repórteres Rodrigo Mansil e Honório Jacometto mostram com clareza – as imagens não deixam margem a dúvidas – que os manifestantes é que começaram o conflito, ao atirar pedras contra a tropa da Polícia Militar e da Guarda Municipal que protegiam o prédio do Paço.

E notem o detalhe: Honório Jacometto, que trabalhava com microfone com canopla com os logotipos do Grupo Jaime Câmara e da Rede Globo, foi hostilizado o durante o protesto. Já Rodrigo Mansil, com microfone sem identificação, não enfrentou problemas.

Veja você mesmo o vídeo e confira o erro do repórter Galtiery Rodrigues em O Popular:

http://g1.globo.com/videos/goias/bom-dia-go/t/goiania/v/protesto-termina-com-violencia-e-depredacao-em-goiania/2653643/