Alô Jarbas: 24 horas depois da sua postagem, vídeo sobre Vecci só tem 214 visualizações. Isso é sucesso?

Vinte e quatro horas depois que o colunista do Giro, de O Popular, Jarbas Rodrigues, postou em seu blog o link de um vídeo com a paródia de uma música sobre o secretário Giuseppe Vecci, da Segplan, e afirmou que a peça fazia sucesso na internet, o YouTube registrava exatamente às 15 horas desta quinta-feira (Jarbas postou às 15h50min de ontem), apenas 214 views.

Não há como chamar de viral ou afirmar, como Jarbas fez, que algo na internet está fazendo sucesso, quando se registram escassas 214 visitas, em 24 horas, à página onde o material está postado.

Só para dar um exemplo: um vídeo que debocha da presidente Dilma Rousseff, também com uma paródia, alcançou 820 mil visualizações no mesmo espaço de tempo – 24 horas (foi postado mais ou menos no mesmo horário do vídeo contra Vecci).

A avaliação equivocada de Jarbas levou o próprio portal de O Popular a afirmar, em manchete, que “paródia sobre Vecci vira hit internet”.

Barrigada, como dizem lá no POP, “histórica”.

Segundo um especialista, para ser considerado sucesso, viral ou hit, em termos estaduais, um vídeo teria de superar a casa dos 20 mil acessos, no mínimo.

O de Jarbas passou longe disso.