Lêda diz que Gracinha usurpa poder do marido e não tem legitimidade para dar ordem no governo

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) ocupou mais uma vez a tribuna da Assembleia Legislativa para dizer que o governador Ronaldo Caiado (DEM) está provavelmente incorrendo em improbidade administrativa ao transferir prerrogativas únicas do seu cargo para a esposa, a primeira-dama Gracinha Caiado. Lêda afirma que Gracinha “usurpa” poder e não tem legitimidade para dar ordem no governo.