UFG suspende editais de bolsas de estudos por causa dos cortes de Bolsonaro, que tem o apoio de Caiado

A Universidade Federal de Goiás (UFG) precisou suspender os editais de bolsas de estudos e reduzir funcionários terceirizados. As medidas são para manter o funcionamento neste semestre, de acordo com o comunicado feito ontem (22) pela instituição. Os editais de bolsas (extensão, iniciação científica e monitoria) foram lançados, mas o início dos projetos depende da liberação do orçamento pelo Ministério da Educação (MEC). Outra medida necessária para contenção de despesas foi a redução em 45% no contrato de vigias desarmados. “Esses profissionais poderão fazer gratuitamente o curso Gestão da Imagem Profissional e Qualidade no Atendimento, oferecido pela Diretoria de Acompanhamento e Desenvolvimento de Pessoas (DAD)”, afirma o comunicado.