Criação de Colégio Militar em Piracanjuba causa saia justa entre Amauri e Teófilo

A reunião da CCJ nesta terça-feira teve um episódio curioso. O deputado estadual Humberto Teófilo, se baseando num relatório do comandante da Polícia Militar, se posicionou contra a abertura de novos colégios militares, justificando que não há efetivo para tal. Quando apareceu na pauta a criação de um colégio militar em Piracanjuba, terra do deputado Amauri Ribeiro, e com parecer favorável do líder Bruno Peixoto; Teófilo disse que manteria seu posicionamento de ser contra a criação. Alertado pelo presidente da CCJ, Humberto Aidar, de que poderia virar persona non grata em Piracanjuba, Teófilo mudou de ideia e se absteve de votar.

Esse é o governo Caiado!