EXCLUSIVO CPI das Universidades conclui trabalhos e incrimina Escola Superior de Advocacia da OAB-GO por fraude

Relator da CPI das Universidades, o deputado Talles Barreto CPI concluiu os trabalhos da comissão com conclusões importantes, entre elas o envolvimento da Escola Superior da Advocacia (ESA) da OBA-GO em fraude.

Instalada na Assembleia Legislativa, a CPI apurou que instituições de ensino superior goianas terceirizavam cursos sequências, graduação e pós-graduação de forma irregular, lesando os estudantes, como o foram os casos da Faculdade Cambury, Faculdade de Tecnologia e Educação de Goiás (Fateg) e as Faculdades Integradas de Goiás (Fig).

Também apurou que a Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB-GO realizou publicidade, por repetidas vezes, de cursos de pós-graduação ofertados como sendo seus, quando, na verdade, eram de responsabilidade do Instituto Dalmass.

E mais:  nem a ESA nem o Dalmass são credenciadas para ministrar cursos superiores.

O relatório da CPI das Universidade foi entregue ao presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB),  que, por sua vez, encaminhará o documento ao Ministério Público para providências.

Leia a íntegra do relatório da CPI da Universidades:

Relatoriofinal-CPIuniversidades (1)