MP investiga vereador de Caldas Novas por reter parte dos salários de servidores do gabinete

A 5ª Promotoria de Caldas Novas abriu procedimento investigativo contra um vereador acusado de reter parte do salário de servidores comissionados do seu gabinete. A informação é do site de notícias Agência Press, que no entanto afirma que o nome do vereador não foi divulgado. 

A reportagem manteve contato com alguns ex-servidores que prestaram depoimento ao Ministério Público e há indícios inclusive, de tentativa de obstrução da Justiça. Um conjunto de provas materiais que comprovariam valores supostamente repassados ao vereador foi apresentado. Por questões de segurança, a identidade das testemunhas também será revelada até o final das investigações.

A suspeita é de que o vereador tenha cometido crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, peculato, apropriação indébita e improbidade administrativa, que pode culminar no afastamento do parlamentar.