Assustado com a repercussão negativa, Professor Alcides volta atrás e tira nome do pedido de CPI que quer investigar Sérgio Moro

Deputado federal Professor Alcides (PP) voltou atrás e tirou a assinatura do pedido de CPI que quer investigar Sergio Moro.

Alcides divulgou vídeo nas redes sociais no início da noite desta terça-feira (17) esclarecendo que solicitou ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), via ofício, a retirada do seu nome da lista que pede a instauração da CPI das Mensagens Roubadas destinada a investigar a atuação do então juiz federal Sérgio Moro e do Procurador da República Deltan Dallagnol, na Operação Lava Jato.

O parlamentar disse que foi surpreendido no final de semana passado, através das redes sociais, de que havia assinado o pedido da CPI para investigar Moro e Dallagnol. “Quero dizer para vocês que nunca fui e não sou anti-Moro. Sou bolsonarista, sou a favor do Moro, do Dallagnol. Tudo que eles fizeram foi para o bem do Brasil. Foi através do trabalho feito pelo Moro e pelo Dallagnol que muitos bandidos estão na cadeia e outros ainda irão”, justificou.

Professor Alcides disse que houve engano e seu nome foi incluído na lista pela liderança do Progressistas. “Quero a retirada do meu nome dessa CPI porque não aprovo canalhice, nem bandidagem. Estou junto com Bolsonaro e Moro para o progresso do Brasil”, concluiu