Mabel e Otavinho atacam Caiado com ameaça de “desindustrializar” Goiás

Os presidentes da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, e da Associação pró-Desenvolvimento Industrial de Goiás (Adial), Otavinho Lage, atacaram o governador Ronaldo Caiado (DEM) em reportagem publicada no site “Empreender Goiás”, criado para publicar texto em defesa dos tubarões da indústria no Estado.

No texto, Mabel e Otavinho dizem que, por culpa de Caiado, existe o risco de desindustrialização da economia goiana. “É algo que já teve início em Goiás. Já estamos vendo isto claramente em alguns setores, como o de laticínios, em que investimentos para produzir derivados de leite estão sendo transferidos para outros Estados, como Minas Gerais e no Sul do País”, diz Mabel.

Otavinho ameaça o governador com a afirmação de que se os incentivos fiscais forem revistos, como deseja o governo, muitos investimentos deixarão Goiás. “O custo de investir numa fábrica deste setor é elevadíssimo e Goiás não tem mercado consumidor para justificar tamanho aporte de recursos, sem falar que aqui não se produz muitos dos insumos básicos, como o aço”.