Exclusivo: Wilder tenta emplacar coronel Ricardo Mendes no comando-geral da PM

O senador derrotado Wilder Morais joga pesado para convencer o governador eleito Ronaldo Caiado a nomear o coronel Ricardo Mendes como comandante-geral da Polícia Militar de Goiás. As chances são grandes. Mendes é bem visto pela tropa. Ele disputa o posto com o coronel Ricardo Rocha.

Incentivos fiscais (1): empresários reclamam falta de interlocutor confiável para tratar do tema com Caiado

Até o momento, o governador eleito centraliza as conversas com o pessoal da Adial, mas é insuficiente para o desenrolar do novelo que envolve a questão. É certo que exista e intenção embrionária do futuro governo de rediscutir a política de benefícios fiscais para aumentar a receita e combater a crise fiscal. Porém, ninguém ainda sabe o que pensa e quais são os planos de Caiado.

Efeito Caiado: outras grandes empresas sinalizam intenção de abandonar ou não efetivar investimentos

O clima de incerteza criado pelo anúncio do senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) de mudar o projeto de lei de convalidação dos incentivos fiscais para aumentar a arrecadação abriu de vez a temporada de debandada de empresas de Goiás. Desde a semana passada, investidores com contratos praticamente fechados com o Governo de Goiás, por meio do Produzir, comunicaram que vão aguardar o desfecho da votação da convalidação na Assembleia Legislativa.

Delegado Waldir vai “alcaguetar” Baldy e João Campos a Bolsonaro, diz coluna Giro

O deputado federal reeleito Delegado Waldir (PSL) estaria preparando um dossiê no melhor estilo SNI (que fez fama na época dos milicos) para dedurar o ministro das Cidades, Alexandre Baldy (cotado para continuar na Esplanada nos Ministérios), e o deputado federal João Campos (nome forte para disputa à presidência da Câmara). De acordo com a coluna Giro, do jornal O Popular, “Waldir pretende levar a Bolsonaro informações sobre as ligações políticas de Baldy e Campos em Goiás”. Ciumeira braba.

Assembleia de credores da Transbrasiliana é suspensa após muita confusão

A Recuperação Judicial da Transbrasiliana, que envolve um patrimônio estimado em R$ 300 milhões, promete ainda emoções fortíssimas. Num processo tumultuado, com uma série de denuncias de gestão fraudulenta veiculadas na imprensa, a última assembleia de credores, realizada na segunda-feira (19), sequer foi encerrada devido a intensas divergências.

Caiado começa a descobrir que governar é bem mais difícil do que ganhar eleição

Os problemas e pressões estão à mesa e não adianta chorar. A população quer resultados. A lua de mel com o governante eleito tem prazo de validade. As faturas começarão a ser cobradas logo, por aliados e pela sociedade. Por enquanto, Caiado ainda não desceu do palanque, mas já dá para perceber que ele está paralisado pela nova realidade.

Enquanto Caiado ameaça os incentivos fiscais, Minas, DF e Santa Catarina avançam em mais benefícios para atrair indústrias

Influenciado por técnicos da Sefaz que são contrários à atual política de incentivos fiscais, Ronaldo Caiado lança um névoa de incertezas e insegurança na economia do Estado, ameaçando promover mudanças profundas no modelo de atração de empresas. É muito preocupante o assunto.

Deputados e aliados reclamam que Caiado não chamou ninguém para conversar sobre secretariado

Fiel ao estilo de fazer política de forma solitária e egocêntrica, Ronaldo Caiado ainda não chamou deputados e aliados para conversar sobre a montagem do secretariado. Claro que a atitude gera um clima de grande insatisfação e revolta. Os parlamentares e aliados querem participar do governo com indicações, o que é legítimo. Eles ajudaram a eleger Caiado.

Aliado raiz de Caiado desde a primeira hora, Delegado Waldir é ignorado por Caiado na disputa pelo comando da Câmara

O deputado federal Delegado Waldir é candidato à presidência da Câmara em Brasília e até agora não recebeu sequer um aceno público de apoio de Ronaldo Caiado. O parlamentar reeleito é o que se pode chamar de aliado raiz do demista. Foi o primeiro a dar apoio a Caiado, quando a candidatura ainda dava os primeiros passos e não tinha musculatura política.

Unilever é apenas o começo: mais empresas vão deixar Goiás com o fim dos incentivos fiscais

Apesar do esforço em classificar a decisão da Unilever como gesto isolado e resultado da estratégia da empresa, a transferência da plana da indústria de Goiás para Minas Gerais representa muito mais do que supostamente parece. Trata-se da ponta do iceberg de incertezas e insegurança que as ameaças de fim dos incentivos fiscais causam no empresariado.

Começou a fuga de indústrias: ameaças de Caiado levam Unilever a deixar Goiás

Gigante multinacional que concentrou toda a produção em Goiás desde 2006, a Unilever vai fazer o caminho inverso agora. Está de malas prontas para deixar o território goiano e transferir as plantas industriais para Minas Gerais. É o que mostra reportagem desta terça-feira do jornal O Popular.

Exclusivo: de olho nas eleições futuras, Wilder quer suceder Joaquim Roriz e ser o vice-rei do Entorno do DF

Com colégios eleitorais expressivos como Luziânia e generosas oportunidades notadamente na área da construção, o controle político e administrativo de Wilder sobre a região renderia não só bons negócios, mas também uma montanha de votos para eleições futuras para o Senado – e até mesmo, se vingar, para o governo de Goiás e ou mesmo para o governo do Distrito Federal.

Caiado procura, convida, mas não acha nomes de peso para compor o secretariado

Ronaldo Caiado enfrenta dificuldades para a formação da equipe de auxiliares que o ajudará a governar Goiás a partir de janeiro próximo. Ele quer montar um time de peso, com renome nacional para dar visibilidade à gestão dele em todo o país. O sonho é este, mas a realidade é dura e não permite ao governador eleito realizá-lo.

Exclusivo: Milca se diz “pressionada” por prefeitos e deputados a aceitar convite para Educação

A ex-secretária de Educação Milca Severino rejeitou o primeiro convite do governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) para voltar ao cargo, mas nos bastidores já começou a construir uma narrativa para justificar o recuo. Ela tem dito a aliados que está sendo “pressionada” por deputados e prefeitos a encarar a missão.

Exclusivo: Benedito Torres costura acordo com Caiado para continuar no comando do MP

O improvável está perto de acontecer no Ministério Público, conforme apurou com exclusividade o Goiás 24 Horas. O atual procurador-geral de Justiça, Benedito Torres, está em avançada negociação com o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) para continuar no comando do Ministério Público por mais dois anos. O detalhe interessante é que Benedito é irmão do ex-senador Demóstenes Torres, desafeto figadal de Caiado. 

Exclusivo: Wilder Morais banca empresário Malkon Merzian para comandar Agetop

Coordenador da equipe de transição de governo, o senador Wilder Morais faz marcação cerrada junto ao governador eleito Ronaldo Caiado para emplacar o empresário Malkon Merzian na presidência da Agetop. Embora seja simpatizante do MDB irista, o empresário nunca ocupou cargos públicos.

Exclusivo: prefeito Roller tenta retomar influência na SSP e trabalha para emplacar novo delegado geral da Polícia Civil

O emedebista trabalha nos bastidores para influenciar a escolha do novo delegado-geral da Polícia Civil, cargo estratégico na estrutura de poder da secretaria. Dois nomes tem a preferência de Roller: Odair José Soares e Daniel Adorno. Por enquanto, o governador eleito Ronaldo Caiado ainda não sinalizou se aceitará o lobby do prefeito.