Baixo quorum e ausência de lideranças importantes esvaziam reunião de movimento da Adial em Rio Verde

A primeira reunião do Movimento em Defesa do Desenvolvimento e dos Empregos, lançado pela Adial, não alcançou quorum em Rio Verde.

Lideranças empresarias importantes como Sandro Mabel (Fieg) e José Mário Schreiner (Fieg) não deram as caras. Também não apareceram dirigentes de entidades de trabalhadores, como Rodrigão Carvelo (Força Sindical).

Nenhum dos três deputados de Rio Verde registrou presença no evento.

Cerca de 50 pessoas participaram da reunião.

Lideranças políticas e empresariais se recusam a integrar  o movimento da Adial porque identificaram sinais de oposição ao governador Ronaldo Caiado.

Há quem veja também na ação da entidade a formação de palanque de político para 2022.