A partir de 22 de outubro, sistema prisional goiano vai funcionar com déficit de 500 agentes

Quem faz o alerta é Maxuel Miranda, presidente do sindicato dos agentes penitenciários do Estado. No dia 22 de outubro vão vencer 500 contratos de agentes temporários. A partir desta data, então, o sistema prisional goiano vai funcionar com um déficit de 500 agentes. O novo processo de seleção, anunciado esta semana pelo governo estadual, vai começar só em dezembro. Nem precisamos dizer que aumentam os riscos de motins e rebeliões.

Veja o vídeo abaixo: